Epicondilite Lateral

Epicondilite Lateral

Apesar de ser conhecida como “cotovelo de tenista”, a epicondilite lateral não é uma condição limitada a quem pratica esse tipo de esporte. 

Quaisquer atividades físicas que impliquem em movimentos repetitivos do punho e dedos para cima podem ser fatores de risco para o surgimento da epicondilite lateral, caracterizada como uma inflamação dos músculos e tendões do cotovelo. 

A incidência na lateral externa do braço – próxima ao cotovelo – é a mais frequente, mas a epicondilite também pode ocorrer na face interna do cotovelo.

A dor é o principal sintoma. Normalmente, ocorre na parte externa do cotovelo e, às vezes, no antebraço e no pulso.
O tratamento inclui repouso, analgésicos e fisioterapia.

dr-willians.jpg
Formado pela Faculdade de Medicina de Valença (2005). Residência médica em Ortopedia e Traumatologia no Hospital Municipal Dr. Fernando Mauro Pires da Rocha na cidade de São Paulo - SP (2009 - 2012). Membro Titular da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (2012). Especialização em Cirurgia do Joelho no Hospital Regional Dr. Vivaldo Martins Simões em Osasco - SP (2013 - 2014).